Quer abrir uma empresa? Então, acompanhe nosso artigo, pois falaremos sobre as etapas nas quais você precisará passar para conseguir abrir o seu empreendimento de forma lega.

Como é de se imaginar, não se trata de algo tão simples. Até por isso, antes de explicarmos como funcionam essas etapas, é de grande importância que você saiba qual será o tamanho da sua empresa, para isso existem alguns tipos de portes empresariais para que você possa abrir um negócio no Brasil. O porte da sua empresa define além do tamanho, mas, também, o valor de tributos a serem pagos pelo governo e a margem do recebimento de lucros do negócio, também.

O empreendedor pode variar como microempreendedor, empreendedor de pequeno porte ou até mesmo individual. Para essas definições básicas é importante compreender o tipo societário, até porque você poderá decidir se tocará o seu negócio sozinho ou estabelecerá uma sociedade, seja com uma ou mais pessoas. Se a opção for ser um empreendedor individual, você poderá separar os seus bens pessoais dos jurídicos. Porém, para que isso aconteça a empresa aberta terá de ser Individual de Responsabilidade Limitada, a EIRELI.

O local onde sua empresa será aberta é outro fator fundamental a ser pensado, justamente por varias da atividade e do porte da empresa. O Município pode vetar a realização do negócio no endereço em que ele for cadastrado, por fatores legais, burocráticos, de segurança ou sanitário.

Uma outra questão de extrema importância é Regime Tributário, pois o empreendedor precisa ter conhecimento das regulamentações a respeito da contribuição social sobre lucro líquido e imposto de renda.
Compreendendo estas questões iniciais, podemos enumerar, então, as primeiras etapas para quem vai empreender comece a organizar o processo de abertura da sua empresa. E pra isso, não importa a variação, porte ou questões societárias.

Burocracia

Um fator importante é que quem vá abrir o seu negócio saiba que a prefeitura pode vetar a realização em determinados endereços, como antecipamos no início do texto. E isso depende do tipo negócio que for aberto. Por isso, antes da empresa ser aberta é fundamental que você tenha em mãos os documentos do imóvel.

Para começar, é fundamental que o IPTU esteja em mãos, entretanto,outro documento importante é a certidão de utilização de solo. Antes de contratar o aluguel do estabelecimento, é recomendado que você sempre tenha tal certidão. Dependendo da localidade e atividade, a prefeitura poe vetar uma ME, mas autorizar uma MEI, por exemplo.

Ganhos e Gastos

Isso vai depender do tipo de empresa e ramo de atividade escolhido. Dependendo do tipo da sua empresa, o ganho é limitado e difere-se também o pagamento de tributos.

Desses regimes o único que pode ser aberto sem a necessidade de contador é o MEI, que pode ter sua abertura feita pelo próprio empreendedor no “Portal do Empreendedor”.

O MEI também é o que possui o menor regime tributário, sendo ele 5% em cima do salário mínimo. Por outro lado, a margem de recebimento do MEI é a menor entre eles, R$ 81 mil anuais.

Nos outros casos, MEs e EPPs, passam por três opções de tributação: Lucro Nacional, Lucro Presumido e Simples Nacional. Por sua vez, a variação de tributo variam entre o valor de recebimento entre 4 e 5%, mas o valor é fixo.

Existe uma diferença entre Lucro Presumido e o Simples Nacional é que no LP o governo pressupõe o lucro da empresa na cobrança de impostos, sendo calculados e pagos separadamente, diferentemente do Simples Nacional.